Saiba tudo sobre CDB

CDBs (Certificados de Depósito Bancário) são ativos de renda fixa emitidos por Bancos com a finalidade de captar recursos para o financiamento de suas operações.

Quais são as principais vantagens e desvantagens de se investir em CDBs?

Principais Vantagens:

  • Rendimentos superiores aos investimentos convencionais de renda fixa dos grandes bancos de varejo.
  • Ativos de risco baixo (risco de crédito do banco emissor). Além disso, o FGC (Fundo Garantidor de Crédito) garante até R$ 250.000,00 das aplicações em caso de insolvência do Banco. Esta garantia do FGC é por CPF e por instituição, ou seja, caso o investidor tenha dois CDBs no valor de R$ 250.000,00 em duas instituições diferentes, o FGC garantirá os R$ 500.000,00 aplicados em caso de insolvência dos bancos emissores.
  • As LCIs ficam custodiadas na CETIP (Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos). Deste modo, mesmo se a corretora decretar falência, suas aplicações em LCIs não serão afetadas.

Principais Desvantagens:

  • Em caso de aplicações acima de R$ 250.000,00 em um mesmo banco emissor, o investidor estará sujeito ao risco de crédito do banco em questão.
  • Não é possível o resgate de CDBs antes do prazo de carência, exceto os de liquidez diária.

Consulte-nos através de nossos canais de atendimento para receber informações atualizadas sobre este produto.

Vale lembrar, no entanto, que a cobrança do IR é regressiva. Ou seja, quanto mais tempo o investidor deixar o seu dinheiro aplicado, menor o valor pago a imposto de renda, conforme a seguir:

  • 22,5%, em aplicações com prazo de até 180 dias;
  • 20%, em aplicações com prazo de 181 dias até 360 dias;
  • 17,5%, em aplicações com prazo de 361 dias até 720 dias;
  • 15%, em aplicações com prazo acima de 720 dias.

O Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) será cobrado com alíquotas regressivas, caso haja resgate com permanência inferior a 30 dias na aplicação.

Investimento:

Confira os valores de investimento do CDB.