Compliance

Compromisso em seguir rigorosamente as leis e manter um alto nível de governança corporativa, desenvolvendo relacionamentos transparentes e éticos com nossos parceiros, clientes e órgãos reguladores.

Ancord

Ética

Regulamentos

Instruções CVM

  • Instrução CVM 301
    Identificação, Cadastro, Registro, Operações e Comunicação
  • Instrução CVM 380
    Estabelece normas e procedimentos a serem observados nas operações realizadas em bolsas e mercados de balcão organizado por meio da rede mundial de computadores e dá outras providências.
  • Instrução CVM 419
    Dispõe sobre o cadastramento de investidores não-residentes, altera e acrescenta dispositivo à Instrução CVM nº 387, de 28 de abril de 2003, e acrescenta dispositivo à Instrução CVM nº 325, de 27 de janeiro de 2000.
  • Instrução CVM 463
    Altera a Instrução CVM nº 301, de 16 de abril de 1999, e dispõe acerca dos procedimentos a serem observados para o acompanhamento de operações realizadas por pessoas politicamente expostas.
  • Instrução CVM Nº 168
    Dispõe sobre operações sujeitas a procedimentos especiais nas Bolsas de Valores.
  • Instrução CVM Nº 598
    Dispõe sobre a atividade de analista de valores mobiliários.
  • Instrução CVM Nº 382
    Estabelece normas e procedimentos a serem observados nas operações em bolsas de valores e dá outras providências.
  • Instrução CVM Nº 497
    Dispõe sobre a atividade de agente autônomo de investimento.
  • Instrução CVM Nº 494
    Dispõe sobre a constituição, a administração, o funcionamento, a divulgação de informações e a distribuição de cotas dos Clubes de Investimento.
  • Instrução CVM Nº 117
    Dispõe sobre a carteira própria de valores mobiliários das sociedades corretoras e dá outras providências.
  • Instrução CVM Nº 283
    Dispõe sobre os mercados de liquidação futura.
  • Instrução CVM Nº 358
    Dispõe sobre a divulgação e uso de informações sobre ato ou fato relevante relativo às companhias abertas,disciplina a divulgação de informações na negociação de valores mobiliários e na aquisição de lote significativo de ações de emissão de companhia aberta, estabelece vedações e condições para a negociação de ações de companhia aberta na pendência de fato relevante não divulgado ao mercado, revoga a Instrução CVM no 31, de 8 de fevereiro de 1984, a Instrução CVM no 69, de 8 de setembro de 1987, o art. 3o da Instrução CVM no 229, de 16 de janeiro de 1995, o parágrafo único do art. 13 da Instrução CVM 202, de 6 de dezembro de 1993, e os arts. 3o a 11 da Instrução CVM no 299, de 9 de fevereiro de 1999, e dá outras providências.
  • Instrução CVM Nº 361
    Dispõe sobre o procedimento aplicável às ofertas públicas de aquisição de ações de companhia aberta, o registro das ofertas públicas de aquisição de ações para cancelamento de registro de companhia aberta, por aumento de participação de acionista controlador, por alienação de controle de companhia aberta, para aquisição de controle de companhia aberta quando envolver permuta por valores mobiliários, e de permuta por valores mobiliários, revoga a Instrução CVM no 229, de 16 de janeiro de 1995,a Instrução CVM no 299, de 9 de fevereiro de 1999 e a Instrução CVM no 345, de 4 de setembro de 2000, e dá outras providências.
  • Instrução CVM Nº 402
    Estabelece normas e procedimentos para a organização e o funcionamento das corretoras de mercadorias.
  • Instrução CVM 505
    Estabelece normas e procedimentos a serem observados nas operações realizadas com valores mobiliários em mercados regulamentados de valores mobiliários.
  • Instrução CVM 506
    Altera a Instrução CVM nº 301, de 16 de abril de 1999. Revoga o art. 12 da Instrução CVM nº 14, de 17 de outubro de 1980.
  • Instrução CVM 539
    Dispõe sobre o dever de verificação da adequação, serviços e operações ao perfil do cliente.

Ofícios da BM&FBOVESPA

Regras e regulamentos